image É sabido que toda a Associação Comercial tem como finalidade a defesa das atividades empresariais dentro de uma ordem econômica fundada na livre iniciativa e na valorização do trabalho, bem como da publicitação da “imagem” que vedem de seu pólo de produção.

Além do mais, a Associação Comercial de Sarandi – ACIS - tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico sustentável e social, bem como intentar toda e qualquer medida que vise favorecer o fortalecimento do quadro social e da comunidade em geral, inclusive estimulando o intercâmbio empresarial social e profissional, principalmente de seus associados com a cidade.

Entretanto, não se faz uma pujança comercial local forte, sem que haja uma contrapartida dos próprios empresários locais motivados pelo corpo gestor da própria ACIS no sentido de se desenvolver “Campanhas Publicitárias” que também estimulem a parceria com as “Mídias Locais”.

Assim, a “função social” da ACIS necessita trabalhar em prol do resgate não só dos interesses econômicos, mas também dos “munícipes”, além de ser agente promotora da elevação da auto-estima ao comércio local e da sua equipe de empresários visando dar mais “divulgabilidade” aos nossos produtos comerciais.

Para tanto, fica uma indagação: Sabendo que mais de 85% do consumo de mercadorias realizadas no comércio local são compradas pelos próprios moradores de Sarandi, por que não priorizar a “Mídia Local” (Rádio, TV, Jornais, Blogs, etc) para veicular as campanhas publicitárias dos Associados da ACIS, e não destinar 90% das mesmas à mídia de Maringá que não se interessam “socialmente”, mas apenas “comercialmente” por Sarandi?

Sarandi detém cerca de 1.200 empresas que empregam, aproximadamente, 6.000 pessoas. A maioria das empresas tem Dois funcionários que recebem em média Dois salários mínimos. Ou seja, toda nossa carga de salários (R$ 3,3 Milhões/mês) precisa ser redirecionada ao consumo interno e para tanto precisamos de campanhas publicitárias nesse sentido desenvolvidas pela própria mídia local.

Em Sarandi, temos sim uma “Mídia” forte e pujante, bastando para tanto uma melhor proximidade dos empresariados locais em nome da ACIS para rever suas estratégias de vendas para que possam priorizar a mídia local.

Isto possibilitaria uma redução de custos na cadeia produtiva dos produtos “publicitados” e vendidos por aqui em virtude de um menor custo das propagandas exercidos pela mídia local não perdendo, é claro, na qualidade publicitária.

Para tanto, necessita também de se criar uma “Câmara de Diretores Lojistas” para que possam “descentralizar” esta responsabilidade social e comercial de alavancar a “imagem comercial” de Sarandi a níveis mais competitivos no entorno metropolitano se valendo desta mídia “genuinamente local”.

Portanto, para se termos uma “Comércio Forte” e uma cidade com boa auto-estima, necessitaremos, também, de “Mídia Local Forte” para agregarmos valor à reconstrução da “identidade comercial” e social de Sarandi.

Enfim, a ACIS tem neste contexto um importante papel nessa intermediação que deverá canalizar os anseios empresariais de Sarandi com a comunicação (Rádio, TV, Jornais e Blogs) do município no sentido de produzir marketing e propaganda com qualidade e “vender” a imagem comercial da cidade na região metropolitana de Maringá através de uma mídia própria e auto-suficiente.

Por

Dr. Allan Marcio

0 comentários

Postar um comentário

Por favor não faça insultos e não use palavras de baixo calão! ou o seu comentário será recusado.